O que é o ENEM?

Saiba mais sobre a prova e tire suas dúvidas sobre o processo de seleção que é a maior porta de entrada para o Ensino Superior

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um exame oferecido, anualmente, aos estudantes que estão concluindo ou que já concluíram o ensino médio.

Criado em 1998, o Enem tem como objetivo principal possibilitar que o estudante tenha uma referência para autoavaliação, a partir das competências e habilidades que embasam a filosofia do exame.

Dessa forma, o Enem não mede o grau de assimilação e memorização de informações, mas privilegia a construção do pensamento e o desenvolvimento da autonomia. Essas habilidades não se restringem, portanto, aos conhecimentos acadêmicos – elas permeiam os saberes da vida.

O principal objetivo do Enem é oferecer ao estudante egresso do ensino médio a aferição do desenvolvimento de competências fundamentais ao exercício pleno da cidadania. Além disso, é também objetivo do Enem auxiliar o estudante a complementar seus estudos para participar de exames de acesso ao ensino superior.

Participar do Enem é criar a possibilidade de conquistar uma vaga em uma universidade, por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) , seja por meio de bolsa do ProUni, seja pela aprovação em outros vestibulares e para comprovar a conclusão do Ensino Médio por meio da nota obtida no exame.

Conheça o ENEM

As provas do Enem são elaboradas a partir de uma Matriz de Referência, que leva em conta eixos cognitivos – comuns a todas as áreas de conhecimento –, além de competências – que pressupõem diferentes habilidades – e objetos de conhecimento específicos de cada área.

Os eixos cognitivos que embasam o exame são os seguintes:

Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da língua portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica, e das línguas espanhola e inglesa.

Compreender fenômenos (CF): construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas.

Enfrentar situações-problema (SP): selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema.

Construir argumentação (CA): relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente.

Elaborar propostas (EP): recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Para consultar a Matriz de Referência do Enem, clique aqui.

edital

Saiba mais
e programe-se
para o ENEM 2019!

No site do INEP você encontra o edital e todas as infrmações necessárias sobre o ENEM. Aqui também você vai se inscrever a acompanhar a inscrição e ver os resultados.

Acesse a página do participante

Áreas de conhecimento

A Matriz de Referência do Enem contempla quatro áreas de conhecimento. Cada uma delas possui habilidades específicas. São elas:

linguagem

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
Língua Portuguesa (Gramática e Interpretação de Texto), Língua Estrangeira Moderna, Literatura, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação.

As disciplinas que compõem esta área de conhecimento têm por objetivo tornar o aluno capaz de aplicar as tecnologias da comunicação e da informação na escola, no trabalho e em outros contextos relevantes para sua vida; conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações; compreender e usar a linguagem corporal; compreender a arte como saber cultural e estético; analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens; compreender e usar os sistemas simbólicos das diferentes linguagens; compreender e usar a língua portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade.

matematica

Matemática e suas Tecnologias
Matemática.

O objetivo desta área de conhecimento é tornar o aluno capaz de construir significados para os números naturais, inteiros, racionais e reais; utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade e agir sobre ela; construir noções de grandezas e medidas para a compreensão da realidade e a solução de problemas do cotidiano; modelar e resolver problemas que envolvem variáveis socioeconômicas ou técnico-científicas, usando representações algébricas; interpretar informações de natureza científica e social obtidas da leitura de gráficos e tabelas.

exatas

Ciências da Natureza e suas Tecnologias
Química, Física e Biologia.

As disciplinas que compõem esta área de conhecimento têm por objetivo tornar o aluno capaz de compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos de produção e no desenvolvimento econômico e social da humanidade; identificar a presença e aplicar as tecnologias associadas às ciências naturais em diferentes contextos; associar intervenções que resultam em degradação ou conservação ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos; compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais; apropriar-se de conhecimentos da física, química e biologia em situações-problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções.

humanas

Ciências Humanas e suas Tecnologias
Geografia, História, Filosofia, Sociologia e Conhecimentos Gerais.

As disciplinas que compõem esta área de conhecimento têm por objetivo tornar o aluno capaz de compreender os elementos culturais que constituem as identidades; compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder; compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais; entender as transformações técnicas e tecnológicas e seu impacto nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social; utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade; compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos.